Perguntas Frequentes

O que é o CIÊNCIAVITAE?

O CIÊNCIAVITAE é uma plataforma que permite criar, gerir e promover o seu cv de forma rápida e simples.

Estas as principais vantagens de utilizar o CIÊNCIAVITAE como a sua plataforma de gestão curricular:

Currículo único: partilhado pelos diferentes intervenientes do sistema académico-científico nacional. Reduz-se a carga administrativa sobre o utilizador e o esforço em tarefas de validação/certificação por parte de múltiplos organismos;

Personalizável: o utilizador escolhe como, quando e o que quer partilhar. A funcionalidade  “Exportar curriculum” permite criar múltiplas versões do curriculum adequadas às diferentes necessidades: conteúdo personalizável e vários formatos de documento;

Integrado: o CIÊNCIAVITAE está integrado com diversos sistemas nacionais e internacionais, tais como o ORCID, o FCT|SIG, etc. Assim, pode reutilizar informação que já tenha colocado nestes sistemas para construir o seu curriculo;

Promove: promova o seu currículo, tornando-o público. Assim, outros utilizadores poderão encontrá-lo através da funcionalidade “Encontrar CVs”.

Mais informação, aqui.

Que entidade gere o CIÊNCIAVITAE?

O CIÊNCIAVITAE é desenvolvido e gerido pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Mais informação, aqui.

Quem pode criar um currículo CIÊNCIAVITAE?

O CIÊNCIAVITAE destina-se a todos aqueles, portugueses ou estrangeiros, que atuam no contexto académico e de investigação em Portugal.

O que é necessário para criar um currículo CIÊNCIAVITAE?

Para criar um currículo CIÊNCIAVITAE é necessário que tenha um CIÊNCIAID. Se ainda não tem, pode fazer o seu registo aqui.

O que é o “Assistente de Importação”?

O “Assistente de Importação” é um guia que o ajuda a acelerar o preenchimento do seu curriculo, reaproveitando informação existente noutras plataformas nacionais e/ou internacionais. Esta funcionalidade encontra-se sempre disponível na página principal da sua conta CIÊNCIAVITAE.

Posso guardar/imprimir o meu CIÊNCIAVITAE?

Sim.

Sempre que desejar guardar e/ou imprimir o seu CIÊNCIAVITAE, pode fazê-lo através da funcionalidade “Exportar curriculum”. Para tal, siga os seguintes passos:

  1. Clique no menu “Opções” disponível no canto superior direito (ícone de drop-down);
  2. Selecione a opção “Exportar curriculum”;
  3. Selecione o “Formato de exportação” e o “Modelo de curriculum” que deseja, e carregue em “Exportar”.

Como posso eliminar a minha conta no CIÊNCIAVITAE?

Antes de mais, saiba que a eliminação da sua conta não implica a eliminação do CIÊNCIAID.

Pode eliminar a sua conta no CIÊNCIAVITAE em 4 passos:

  1. Clique no menu “Opções” disponível no canto superior direito (ícone de drop-down);
  2. Selecione a opção “Definições”;
  3. Selecione a opção “Eliminar conta”;
  4. Coloque visto e clique em “Confirmar”.

Irá receber um email com um link que, após ser confirmado, tornará efetiva a eliminação da sua conta CIÊNCIAVITAE.

Posso ter um CIÊNCIAID sem ter CIÊNCIAVITAE?

Sim.

O CIÊNCIAID é um identificador digital único e permanente para todos os cidadãos que desenvolvem atividade científica no ecossistema científico e tecnológico nacional. A plataforma CIÊNCIAID permite ao utilizador gerir o seu perfil e autenticar-se para aceder a outros sistemas, nomeadamente o CIÊNCIAVITAE. Sem o registo e login na plataforma CIÊNCIAID não é possível aceder ao sistema de gestão curricular CIÊNCIAVITAE. No entanto, o utilizador pode ter CIÊNCIAID e não criar um CV no CIÊNCIAVITAE, podendo usufruir de outros sistemas com autenticação através do CIÊNCIAID.

Se apagar o meu currículo do CIÊNCIAVITAE continuo a ter CIÊNCIAID?

Sim.

Por se tratarem de sistemas distintos, a eliminação da sua conta no CIÊNCIAVITAE não implica eliminação do CIÊNCIAID.

Posso usar o meu CIÊNCIAVITAE em candidaturas a financiamento internacional?

Depende.

Caso a plataforma de candidatura não disponha de plataforma de currículo própria, à partida poderá usar o seu CV CIÊNCIAVITAE. Veja como pode guardar/imprimir o seu CV CIÊNCIAVITAE, através da funcionalidade “Exportar curriculum”.

Caso contrário, deverá utilizar a plataforma de curriculum disponibilizada para o efeito.

O que são importadores?

Os importadores são ferramentas que permitem aceder a plataformas do sistema académico e científico nacional com informação curricular sobre os vários utilizadores. Assim, a integração destes sistemas na plataforma do CIÊNCIAVITAE permite-lhe reutilizar informação que a dada altura tenha disponibilizado a qualquer um destes sistemas. Lembre-se que, por vezes, a informação do seu currículo pode ter sido disponibilizada pela sua instituição de ensino e/ou investigação, como acontece no caso da produção científica existente em repositórios.

Quais são os importadores disponíveis?

Existem, neste momento, 6 importadores disponíveis:

– 3 deles permitem aceder a  plataformas de gestão curricular (DeGóis, FCT|SIGcv e ORCiD);

– 1 acede a um conjunto de repositórios (RCAAP);

– 2 a registos nacionais da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (PRIES e RENATES).

Como posso aceder aos importadores?

Os importadores estão disponíveis a qualquer altura:

  1. Através da ferramenta Assistente de Importação na página principal do seu CIÊNCIAVITAE, abaixo do texto sobre “Acelere a elaboração do seu CV”;
  2. Através do menu “Opções” disponível no canto superior direito (ícone de drop-down).

Porque é que não consigo importar os meus Projetos, Produções ou Atividades do FCT|SIGcv?

Como os dados registados na plataforma FCT-SIGcv se encontram em formato de texto livre (não estruturado), não podem ser importados diretamente para o CIÊNCIAVITAE. Assim, a importação destes dados é realizada para um campo de texto livre, identificado com o ícone de post-it.

Em alternativa, pode utilizar outras ferramentas disponibilizadas para o auto-preenchimento da informação: para Projectos, o ORCiD; para Produções, o ORCiD e RENATES e; para Atividades, o RENATES.

Como é que posso utilizar a informação que importei para formato post-it?

Pode aceder à informação importada, clicando no ícone de post-it. Pode utilizar esta informação, sempre que quiser, através das funcionalidades copiar/colar.

Como funciona o mecanismo de sincronização?

A sincronização é o processo de transferência simultânea que atualiza a informação presente nas duas plataformas: CIÊNCIAVITAE e ORCiD. Sincronizar permite duas ações:

  1. Atualizar o currículo CIÊNCIAVITAE com informação sobre produções existentes no ORCiD (Adicionar ao CIÊNCIAVITAE);
  2. Enviar para o ORCiD informação sobre novas produções introduzidas no CIÊNCIAVITAE (Adicionar ao ORCiD).

Mais informações sobre este e outros processos de sincronização podem ser consultadas em PTCRISync.

O que é o ORCiD e porque devo associar o meu ORCiD à minha conta CIÊNCIAVITAE?

O ORCiD (Open Researcher and Contributor ID) é um identificador digital único, gratuito e persistente, que distingue indivíduos dando resposta ao problema da ambiguidade e semelhança de nomes. O ORCiD é disponibilizado por uma plataforma de registo, semelhante a um CV, na qual o utilizador pode associar este identificador à sua informação. Diversos sistemas de informação científicos (Web of Science, Scopus, Crossref), grupos editoriais (e.g. Nature Publishing Group) e agências de financiamento (e.g. National Institutes of Health – NIH) já adotaram o ORCiD. Assim, o ORCiD funciona como um eixo de ligação entre os vários sistemas, o que permite identificar um utilizador perante múltiplas entidades e propagar a sua informação entre sistemas.

Ao associar o ORCiD à sua conta CIÊNCIAVITAE passa a poder utilizar a ferramenta de sincronização de dados disponibilizada. Esta ferramenta permite-lhe sincronizar informação das áreas funcionais “Produções” e “Projetos” do currículo CIÊNCIAVITAE com o ORCiD.

Quais as vantagens de utilizar o mecanismo de sincronização?

A principal vantagem é evitar muito do trabalho repetitivo que é necessário para manter o seu perfil atualizado nas várias plataformas que constituem o sistema científico, nacional e internacional. Após ativar a sincronização para as suas publicações, todas as alterações feitas no ORCiD, por exemplo, serão automaticamente atualizadas no CIÊNCIAVITAE, evitando-se desta forma o trabalho repetitivo de as inserir nos vários sistemas.

O que significa “Parar sincronização”?

“Parar sincronização” significa que não serão feitas novas atualizações automáticas nos itens selecionados.

Porque é que quando apago uma publicação no ORCiD, a mesma não é apagada no CIÊNCIAVITAE?

O mecanismo de sincronização atualmente implementado não permite apagar de modo automático publicações no CIÊNCIAVITAE. Uma das situações que se evita é no caso em que uma publicação é inadvertidamente removida pelo utilizador no ORCiD. Esta mesma publicação pode, entretanto, ter sido atualizada no CIÊNCIAVITAE, corrigindo os problemas nos metadados que tenham motivado a sua remoção do ORCiD. Neste caso, a sua remoção automática seria indesejada. Caso deseje remover uma publicação deve fazê-lo diretamente no CIÊNCIAVITAE.

Apaguei uma publicação no ORCiD que tinha previamente selecionado para sincronizar mas voltou a aparecer. Porquê?

O mecanismo de sincronização tenta manter atualizadas, no seu perfil ORCiD, todas as publicações que estão selecionadas para sincronização no CIÊNCIAVITAE. Se, por exemplo, apagar uma publicação no ORCiD mas esta publicação continuar selecionada para sincronização no CIÊNCIAVITAE, ela voltará a ser exportada. Se desejar remover uma publicação sincronizada do ORCiD, basta ir ao CIÊNCIAVITAE e parar a sincronização desta publicação do seguinte modo:

  1. Na área funcional Projetos ou Produções, clique em “Sincronizar”;
  2. Dentro da lista de Projetos ou Produções disponíveis, clique em “Sincronizadas”;
  3. Dentro da lista de Projetos ou Produções sincronizadas, coloque visto em “Parar sincronização” e clique em “Atualizar”.

O mecanismo de sincronização irá depois remover essa publicação do ORCiD. Note que a publicação pode não ser totalmente removida do ORCiD se existirem outras versões dessa publicação exportadas para o ORCiD por outras entidades externas (por exemplo, pela CrossRef).

Porque é que há publicações que não podem ser importadas para o CIÊNCIAVITAE?

Para garantir a qualidade da informação no CIÊNCIAVITAE, o mecanismo de sincronização apenas considera, para importação, publicações cujos metadados possuam um mínimo de qualidade. Em particular, apenas considera para importação publicações que possuam título, ano de publicação e, pelo menos, um identificador único (DOI, Handle, etc). As publicações que não satisfazem este critério não são importadas, mas podem ser consultadas no separador Alertas na área funcional Produções.

Porque é que apareceram publicações duplicadas no meu perfil ORCiD após a sincronização?

O ORCiD apenas considera que duas publicações são idênticas quando estas apresentam identificadores únicos (DOIs, Handles, etc) iguais (não basta que tenham o mesmo título e ano de publicação). Se tinha uma publicação sem qualquer identificador único no seu perfil ORCiD, ou com identificadores diferentes dos que inseriu no CIÊNCIAVITAE, então essa publicação será agregada com a publicação idêntica que foi exportada na sincronização. Para resolver este problema, pode editar a publicação que tinha inicialmente no ORCiD e adicionar-lhe um dos identificadores únicos da publicação exportada. A partir desse momento essas publicações serão agregadas pelo ORCiD e deixará de ver os duplicados.

Tenho publicações no ORCiD que não estão no CIÊNCIAVITAE. Porque é que ao sincronizar elas não aparecem no CIÊNCIAVITAE?

Há duas razões possíveis para isso acontecer. A primeira prende-se com a qualidade da informação no CIÊNCIAVITAE, tal como discutido aqui. A segunda razão, deve-se a questões de privacidade. O ORCiD permite que o utilizador defina quem tem acesso a cada publicação, podendo escolher três níveis de privacidade: everyone, trusted parties, e only me. O mecanismo de sincronização consegue importar, apenas, as publicações cujo nível de privacidade seja everyone ou trusted parties. Como tal, certifique-se que todas as publicações que pretende importar possuem um desses níveis de privacidade.

Selecionei no CIÊNCIAVITAE uma publicação para sincronizar mas esta não aparece no ORCiD. Porquê?

O ORCiD permite que o utilizador defina quem tem acesso a cada publicação através de três níveis de privacidade: everyone, trusted parties e only me. Além desta possibilidade, o utilizador pode definir qual o nível de privacidade que, por predefinição, cada publicação terá quando adicionada por uma entidade externa. Caso tenha optado pelo nível de privacidade trusted parties ou only me, não conseguirá visualizar as publicações sincronizadas, a não ser que faça login no seu perfil ORCiD. Em alternativa, pode alterar esta configuração no ORCiD:  selecione a opção Visibility Preferences na área funcional Account Settings.

Como faço para disponibilizar o meu CIÊNCIAVITAE publicamente?

Para que o seu CV esteja disponível publicamente é necessário clicar em “Não publicado” no topo da página. Só então o seu curriculum será pesquisável no portal.

Porque é que ao criar o meu currículo não o consigo visualizar no Portal?

A visualização do currículo não é imediata, podendo demorar até 24 horas após a criação ou atualização do mesmo.

Como posso tornar os meus dados privados?

Por predefinição, os dados da secção “Contactos” e alguns atributos da secção “Informação pessoal”, na área funcional “Identificação” são privados. Todos os restantes dados registados no CIÊNCIAVITAE são públicos, por predefinição, quando o utilizador cria o seu currículo. Ou seja, estarão disponíveis para consulta quando o utilizador publicar o seu CIÊNCIAVITAE. Contudo, o utilizador pode, a qualquer momento, alterar esta opção, do seguinte modo:

  1. Clique no menu “Opções” disponível no canto superior direito (ícone de drop-down);
  2. Selecione a opção “Definições”;
  3. Selecione a opção “Privacidade”;
  4. Escolha o nível de privacidade desejado.

Estão disponíveis os seguintes níveis de privacidade:

  • Público: por predefinição, todos os novos registos no currículo publicado serão disponibilizados a todos os utilizadores;
  • Semi-público: por predefinição, todos os novos registos no currículo publicado serão de acesso restrito;
  • Privado: por predefinição, todos os novos registos no currículo publicado serão visíveis apenas ao próprio utilizador.

A plataforma permite, ainda, definir a privacidade para cada item introduzido no seu currículo. Em cada entrada no seu currículo pode encontrar o ícone de cadeado que lhe permite alterar o nível de privacidade.

Se o meu CIÊNCIAVITAE não estiver publicado posso utilizá-lo na mesma nas plataformas de candidatura a financiamento?

Sim.

Caso tenha dado consentimento, as plataformas de candidatura a financiamento acedem ao seu CIÊNCIAVITAE através das APIs (forma de comunicação entre sistemas informáticos) disponíveis. Mesmo que não tenha publicado o seu CIÊNCIAVITAE, a informação (com níveis de privacidade “Público” e “Semi-público”) nele contida está disponível para ser consultada por outros sistemas.

Como é que posso ligar as publicações do meu CIÊNCIAVITAE a repositórios de texto integral?

Deve colocar o URL (ex. handle) no campo destinado para o efeito. Na área funcional Produções encontra a lista de todas as produções disponíveis no seu currículo. Em cada entrada, tem disponível um ícone de edição.