???global.info.a_carregar???
Alexandrina Amorim Alves, licenciada desde 2005 em História variante Arqueologia, pela Universidade do Minho. Concluiu o Mestrado em Evolução e Biologias Humanas, em 2015, pelo Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, com a tese intitulada "Palimpsesto ósseo. Estudo de lesões proliferativas do periósteo na Colecção de Esqueletos Identificados de Coimbra", conferindo-lhe valências na área da Antropologia biológica, nomeadamente na área das Paleopatologias. Desde 2004 que participa, dirige e co-dirige intervenções arqueológicas e antropológicas em todo o território nacional português. Publicou 3 artigos em revistas especializadas. Participa e/ou participou como Bolseiro de Investigação em 1 projeto(s) e Investigador em 1 projeto(s). Alexandrina Amorim Alves is graduated since 2005 in History variant Archeology, from the University of Minho. She completed his Master's Degree in Human Evolution and Biology, in 2015, from the Department of Life Sciences of the University of Coimbra, with the thesis entitled "Bone palimpsest. Study of proliferative lesions of the periosteum in the Collection of Identified Skeletons of Coimbra", giving her strengths in the area of ¿¿biological anthropology, namely in the area of ¿¿paleopathologies. Since 2004, she participates, directs and co-directs archaeological and anthropological interventions throughout the Portuguese national territory. She published 3 articles in specialized magazines. Participates and / or participated as Research Fellow in 1 project (s) and Researcher in 1 project (s).
Identificação

Identificação pessoal

Nome completo
ALEXANDRINA AMORIM ALVES

Nomes de citação

  • Amorim, A.
  • Amorim Alves, A
  • Alves, A.

Identificadores de autor

Ciência ID
C51C-6FC9-1726
ORCID iD
0000-0003-0724-9215
Google Scholar ID
https://scholar.google.com/citations?hl=pt-PT&user=x0mFtCAAAAAJ
Researcher Id
AAA-1749-2020
Scopus Author Id
57214071443

Domínios de atuação

  • Ciências Sociais

Idiomas

Idioma Conversação Leitura Escrita Compreensão Peer-review
Francês (Idioma materno)
Português (Idioma materno)
Inglês Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1)
Espanhol; Castelhano Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador elementar (A1) Utilizador independente (B1)
Italiano Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1)
Alemão Utilizador elementar (A1) Utilizador independente (B1) Utilizador elementar (A1) Utilizador elementar (A1)
Formação
Grau Classificação
2007/09 - 2015/09
Concluído
Evolução e Biologias Humanas (Mestrado)
Especialização em Paleopatolgia, bioantropologia, perfil paleobiológico, perfil paleodemográfico
Universidade de Coimbra Departamento de Ciências da Vida, Portugal
"Palimpsesto ósseo. Estudo de lesões proliferativas do periósteo na Colecção dos Esqueletos Identificados de Coimbra." (TESE/DISSERTAÇÃO)
17
2000/09 - 2005/09
Concluído
História, variante de Arqueologia (Licenciatura)
Especialização em Arqueologia
Universidade do Minho, Portugal
13
Percurso profissional

Ciência

Categoria Profissional
Instituição de acolhimento
Empregador
2017 - 2020 Investigador (Investigação) Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Portugal
Universidade do Minho, Portugal
2015 - 2018 Investigador (Investigação) Universidade de Coimbra Centro de Investigação em Antropologia e Saúde, Portugal
2005 - 2006 Investigador (Investigação) Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Portugal
Universidade do Minho, Portugal

Outras Carreiras

Categoria Profissional
Instituição de acolhimento
Empregador
2007 - 2017 Técnico Superior (Técnico Superior) Archeo Estudos, Investigações Arqueológicas, Lda, Portugal
2006 - 2007 Técnico Superior (Técnico Superior) Mythica Arqueologia, Lda, Portugal

Outros

Categoria Profissional
Instituição de acolhimento
Empregador
2015/04/01 - 2015/04/30 Co-direção na realização de Sondagens arqueológicas no Centro Histórico da Vila de Melgaço, Viana do Castelo Município de Melgaço, Portugal
2014/11/01 - 2014/11/15 Co-direção no Levantamento topográfico, conservação, valorização e divulgação da Mamoa I da Regedoura, Fafe, Braga Redes Energéticas Nacionais, Portugal
2013/03/12 - 2013/05/13 Direção de Escavação e levantamento arquitectónico na Capela de Santo Albino, Vila Chã da Braciosa, Miranda do Douro Junta de Freguesia de Vila Chã da Braciosa, Portugal
2013/01/07 - 2013/03/13 Co-direção da Escavação Arqueológica e Antropológica na Necrópole Este de Crestelos, Mogadouro, Bragança Archeo´Estudos, Investigação Arqueológica, lda, Portugal
2009 - 2009 Co-direção do Acompanhamento arqueológico da Subestação eléctrica de Armamar, Lamego Archeo´Estudos, Investigação Arqueológica, lda, Portugal
2009 - 2009 Direção de soondagens diagnóstico e acompanhamento arqueológico para instalação de cabos de média tensão, Coimbra Teia Arqueológica Unip., Lda, Portugal
Projetos

Bolsa

Designação Financiadores
2017 - 2020 Projeto de Requalificação Urbana do Centro Histórico de Valença
Projeto de Requalificação Urbana do Centro Histórico de Valença
Bolseiro de Investigação
Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Portugal

Outro

Designação Financiadores
2018 - 2021 Boca do Rio: Um sítio pesqueiro entre dois mares.
Boca do Rio: Um sítio pesqueiro entre dois mares.
Investigador
2009 - 2011 The last hunter-gatherers of Muge (Portugal): the origins of social complexity
info:eu-repo/grantAgreement/FCT/3599-PPCDT/112156/PT
Universidade do Algarve Centro Interdisciplinar de Arqueologia e Evolução do Comportamento Humano, Portugal
Universidade do Algarve Faculdade de Ciências e Tecnologia
2009 - 2011 Intervenção arqueológica na Capela de São Pedro da Capinha
PNTA/2006 - Intervenção arqueológica na Capela de São Pedro da Capinha
Outra
Produções

Publicações

Artigo em conferência
  1. Amorim, A.; Ana Roriz; Sérgio Pereira. "O mundo dos mortos na Quinta de Crestelos: paradigma das sepulturas escavadas na rocha da necrópole Este. "The world of the dead at Quinta de Crestelos: the rock grave paradigm from the East necropolis."". Trabalho apresentado em Sepulturas Escavadas na Rocha na Fachada Atlântica da Península Ibérica, Porto, 2017.
    Submetido
Artigo em revista
  1. Bernardes, J. P.; Amorim, A.; Humberto Veríssimo; Ana Martins. "A Necrópole da Boca do Rio: vivências da morte de uma população costeira no Baixo Império Romano. "The Boca do Rio Necropolis: Death experiences from o coastal population in th Late Antiquity."". Anales de Arquelogía Cordobesa 30 (2019): 333-356. http://dx.doi.org/10.21071/aac.v30i.12445.
    Acesso aberto • Publicado • 10.21071/aac.v30i.12445
  2. Constança dos Santos; AMORIM, ALEXANDRINA (C51C-6FC9-1726); Elisa Albuquerque. "Pois tu és pó e ao pó tornarás (Gen. 3:19). Vida e Morte na Capela de São Pedro da Capinha. " For you are dust and you will return to dust (Gen. 3:19). Life and Death in the Chapel of São Pedro da Capinha"". EBVROBRIGA (2019): 91-98.
    No prelo
  3. Luna, Leandro; Aranda, Claudia; Amorim Alves, Alexandrina. "REFLEXIONES SOBRE EL RELEVAMIENTO Y ANÁLISIS COMPARATIVO DE PATOLOGÍAS OSTEOARTICULARES EN RESTOS ESQUELETALES HUMANOS". Revista Argentina de Antropología Biológica 19 1 (2016): 8. http://dx.doi.org/10.17139/raab.19.1.8.
    10.17139/raab.19.1.8
Capítulo de livro
  1. Sergio Simoes Pereira; José Carlos Sastre Blanco; Amorim, A.; Ana Roriz; Israel Espí Pérez; Marco Liberato; Susana Rodrigues Cosme; Zélia Rodrigues; Enrique Paniagua Vara. "Espaços funerários no sítio da Quinta de Crestelos do Baixo-Império à Idade Media (Mogadouro, Portugal). " Funerary spaces at the Quinta de Crestelos- from Antiquity to Medieval Age (Mogadouro, Portugal).". In Identidad y etnicidad en Hispania propuestas teóricas y cultura material en los siglos V-VIII, editado por Juan Antonio Quirós Castillo; Santiago Castellanos. Espanha: Universidad del País Vasco, Servicio Editorial : = Euskal Herriko Unibertsitatea, Argitalpen Zerbitzua, D.L. 2015., 2015.
    Publicado
Poster em conferência
  1. Fátima Almeida; ALVES, ALEXANDRINA; Artur Rocha; Filipa Galito. "Eventual caso de Lepra no Convento de Santa Joana, Lisboa (Séculos XVIII - XIX). "Possible Leprosy case at the Santa Joana Convent, Lisbon (18th - 19th centuries)."". Trabalho apresentado em VI Jornadas de Portuguesas de Paleopatologias, 2018.
  2. ALVES, ALEXANDRINA. "Vida e morte em São Pedro da Capinha (Fundão): contributo de uma amostra osteológica para a reconstrução paleodemográfica. "Life and death in São Pedro da Capinha (Fundão): contribution from an osteological sample for paleodemographic reconstruction."". Trabalho apresentado em XXIX Jornadas de Medicina, 2017.
  3. ALVES, ALEXANDRINA; Constança dos Santos. "Necrópole de São Pedro da Capinha (Fundão): evidências de uma prática cirúrgica? " Necropolis of São Pedro da Capinha (Fundão): evidence of a surgical practice?"". Trabalho apresentado em EJI PATER, 2017.
  4. ALVES, ALEXANDRINA. "Estudo da distribuição de lesões ósseas num indivíduo exumado da Igreja de São Julião (Lisboa) - determinação de um diagnóstico diferencial. " Bone lesions distribution in an exhumed individual from the Church of São Julião (Lisbon) - determination of a differential diagnosis."". Trabalho apresentado em EJI PATER, 2017.
  5. Fátima Almeida; ALVES, ALEXANDRINA; Ricardo Mendes; Veracini, C. "The climate change impact on archaeological and cultural heritage". Trabalho apresentado em 1st Meeting Histories of Nature and Environments: Perspectives and Dialogues, 2017.
  6. ALVES, ALEXANDRINA; Vítor Matos; Cláudia Isabel Soares Umbelino. "O “padrão vermiculado” do frontal numa amostra da Colecção de Esqueletos Identificados da Universidade de Coimbra. " The “vermiculate pattern” of the frontal in a sample from the Collection of Identified Skeletons of the University of Coimbra."". Trabalho apresentado em V Jornadas Portuguesas de Paleopatologia, 2016.
  7. Célia Gonçalves; Cascalheira, João; ALVES, ALEXANDRINA; Nuno Bicho. "No more pencils, no more books… Archaeological drawing from total station data and digital photography". Trabalho apresentado em Computer Applications & Quantitative Methods in Archaeology, 2012.
Relatório
  1. Luís Fontes; Fernanda Magalhães; Luís Silva; Diego Machado; Amorim, A.. 2019. Salvamento de Bracara Augusta. Projeto de Reconstrução e Ampliação de Edifício. Largo da Senhora-a-Branca, nº 126/128, Braga.
  2. Luís Fernando Oliveira Fontes; Fernanda Eugénia Puga Magalhães; Luís Manuel Cardoso Silva; Diego Santos Ferreira Machado; Amorim, A.. 2019. Salvamento de Bracara Augusta. Projeto de Reconstrução e Ampliação de Edifício. Largo da Senhora-a-Beranca, nº 126/128, Braga. http://hdl.handle.net/1822/62699.
  3. ALVES, ALEXANDRINA. 2016. Análise antropológica de uma amostra de esqueletos provenientes do sítio da Boca do Rio, Vila do Bispo, Algarve. " Bio-anthropological analysis of a skeleton sample from the Boca do Rio site, Vila do Bispo, Algarve.".
  4. Ana Roriz; ALVES, ALEXANDRINA. 2015. Sondagens de diagnóstico no Centro Histórico da vila de Melgaço. " Diagnostic surveys in the historic center of Melgaço".
  5. ALVES, ALEXANDRINA; Tapício Azzollini; Sónia Cunha. 2014. Requalificação da Capela de Santo Albino, Vila Chã da Braciosa, Miranda do Douro. " Requalification of the Chapel of Santo Albino, Vila Chã da Braciosa, Miranda do Douro.".
  6. ALVES, ALEXANDRINA. 2013. Intervenção Arqueológica na Necrópole Este da Quinta de Crestelos. Relatório Final. " Archaeological Intervention in the Eastern Necropolis of Quinta de Crestelos. Final report.".
  7. ALVES, ALEXANDRINA. 2010. Relatório antropológico da Intervenção arqueológica em Porto Torrão (Sector 3 – Oeste). " Anthropological report of the archaeological intervention in Porto Torrão (Sector 3 - West)..
  8. ALVES, ALEXANDRINA. 2010. Análise antropológica de uma amostra proveniente de São Pedro da Capinha, Fundão. "Anthropological analysis of a sample from São Pedro da Capinha, Fundão.".
  9. Fontes, Luis; Andrade, Francisco; ALVES, ALEXANDRINA; Braga, José. 2010. Salvamento de Bracara Augusta. Rua Eça de Queirós, 22 (BRA06REQ.22). Relatório Final. " Bracara Augusta rescue. Eça de Queirós Street, 22 (BRA06REQ.22). Final report.. http://hdl.handle.net/1822/12834.
  10. Joana Valdez; Amorim, A.; Paula Abranches. 2009. Acompanhamento Arqueológico da Subestação de Armamar. Relatório Final. " Archaeological Monitoring of Armamar Substation. Final report.".
    10.5935/ref.20160156
  11. ALVES, ALEXANDRINA. 2007. Sondagens de diagnóstico no sítio Posto Experimental 3, São Manços, Évora. Relatório Final. " Diagnostic surveys at Posto Experimental 3, São Manços, Évora. Final report.".
  12. ALVES, ALEXANDRINA; Fátima Marques. 2007. Estudo de Impacte Ambiental da ampliação da Unidade Industrial Lacoviana, Viana do Castelo. Relatório Final. "Environmental Impact Study of the expansion of the Lacovian Industrial Unit, Viana do Castelo. Final report.".
  13. ALVES, ALEXANDRINA; Fátima Marques. 2007. Sondagens de diagnóstico na Rua Almada, Porto. Relatório Final. " Diagnostic surveys on Rua Almada, Porto. Final report.".
  14. ALVES, ALEXANDRINA; Fátima Marques. 2007. Estudo de Impacte Ambiental da Pedreira Irmãos Peixotos, Lda., Aguiar da Beira. Relatório Final. " Environmental Impact Study of Pedreira Irmãos Peixotos, Lda., Aguiar da Beira. Final report.".
  15. ALVES, ALEXANDRINA. 2007. Sondagens de diagnóstico na Rua da Senhora da Luz, Porto. Relatório Final. " Diagnostic surveys at Rua da Senhora da Luz, Porto. Final report.".
Tese / Dissertação
  1. ALVES, ALEXANDRINA. "Palimpsesto ósseo. Estudo de lesões proliferativas do periósteo na Colecção dos Esqueletos Identificados de Coimbra. "Bone palimpsest: Study of proliferative lesions of the periosteum in the Collection of Identified Skeletons of Coimbra."". Mestrado, Universidade de Coimbra Faculdade de Ciencias e Tecnologia, 2015. http://hdl.handle.net/10316/31325.
Atividades

Apresentação oral de trabalho

Título da apresentação Nome do evento
Anfitrião (Local do evento)
2017/10/19 A necrópole Este da Quinta de Crestelos (Meirinhos-Mogadouro). "East Necropolis from Quinta de Crestelos (Meirinhos - Mogadouro)". Congresso Internacional: Sepulturas escavadas na rocha na Fachada Atlântica da Península Ibérica.
Universidade do Porto (Porto, Portugal)
2017/05/29 Reflexiones sobre el releviamento y análises comparativo de patologias osteoarticulares en restos esqueletales humanos. "Reflections on recording and comparative analyzes of osteoarticular pathologies in human skeletal remains." II Taller Nacional de Bioantropologia y Paleopatología
Universidad de Buenos Aires (Buenos Aires, Argentina)
2017/04/29 Pois tu és pó e ao pó tornarás (Gen. 3:19). Vida e Morte na Capela de São Pedro da Capinha. "For you are dust and you will return to dust (Gen. 3:19). Life and Death in the Chapel of São Pedro da Capinha." I Jornadas de Arqueologia e Património. Entre o a Estrela e o Tejo
Município do Fundão (Fundão, Portugal)
2013/10/18 Espaço funerários no sítio da Quinta de Crestelos: do Baixo-Império à Idade Média (Mogadouro, Portugal). "Funerary spaces at Quinta de Crestelos: from Late Antiquity to the Middle Ages (Mogadouro, Portugal)." Coloquio “Identidad y Arqueologia funerária entre los ss. V y VIII”
(Vitoria-Gasteiz, Espanha)

Organização de evento

Nome do evento
Tipo de evento (Tipo de participação)
Instituição / Organização
2006 - 2006 Colóquio Internacional. Vias do Império, onde se discutiu a temática das vias romanas na Península ibérica, tendo sido convidados a participarem diversos investigadores de renome, nacionais e internacionais. (2006/03/30 - 2006/04/01)
Congresso (Coorganizador)
Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, Portugal
2005 - 2005 Discussão aberta sobre o tema: "A creditação do Arqueólogo: o papel do Jovem Licenciado". (2005 - 2005)
Mesa-redonda (Coorganizador)
Universidade do Minho Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, Portugal

Entrevista (jornal / revista)

Descrição da atividade Jornal / Forum
2020/01/20 Descoberta no decurso das obras de requalificação do centro histórico de Valença de uma necrópole associada a Igreja de Santo Estêvão. A necrópole, parcialmente preservada, encontrava-se nas traseiras da igreja, tendo sido desactivada desde finais do século XVI , passando a área a funcionar como rua. Identificaram-se cerca de 30 sepulturas, com claros indícios de reutilização, e das quais se recuperaram restos osteobiológicos de indivíduos de sexo feminino, masculino e crianças. O Minho