???global.info.a_carregar???
Alexandra Maria Lafaia Machado Abranches. Concluiu o(a) Doutoramento em Filosofia em 2015/12/09 pelo(a) Universidade do Minho. É Professor Auxiliar no(a) Universidade do Minho Instituto de Letras e Ciências Humanas. Atua na(s) área(s) de Humanidades com ênfase em Filosofia, Ética e Religião. Nas suas atividades profissionais interagiu com 1 colaborador(es) em coautorias de trabalhos científicos.
Identificação

Identificação pessoal

Nome completo
Alexandra Maria Lafaia Machado Abranches

Nomes de citação

  • Abranches, Alexandra

Identificadores de autor

Ciência ID
6C15-5FE6-D2CD
ORCID iD
0000-0002-8068-2499

Endereços de correio eletrónico

  • alexandra@ilch.uminho.pt (Profissional)

Domínios de atuação

  • Humanidades - Filosofia, Ética e Religião

Idiomas

Idioma Conversação Leitura Escrita Compreensão Peer-review
Português (Idioma materno)
Inglês Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2)
Espanhol; Castelhano Utilizador independente (B2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador independente (B1) Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2)
Francês Utilizador independente (B2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador independente (B2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador proficiente (C2)
Alemão Utilizador independente (B1) Utilizador independente (B1) Utilizador elementar (A2) Utilizador independente (B1) Utilizador elementar (A1)
Italiano Utilizador independente (B1) Utilizador proficiente (C2) Utilizador elementar (A2) Utilizador proficiente (C2) Utilizador elementar (A2)
Formação
Grau Classificação
2015
Concluído
Filosofia (Doutoramento)
Universidade do Minho Instituto de Letras e Ciências Humanas, Portugal
"Hume e o Problema Moral" (TESE/DISSERTAÇÃO)
Muito Bom
2001
Concluído
Filosofia (Mestrado)
Universidade do Minho Instituto de Letras e Ciências Humanas, Portugal
"Sentimentalismo Filosófico: A Noção de Comunidade no pensamento de C.S. Peirce" (TESE/DISSERTAÇÃO)
Muito Bom por Unanimidade
1990
Concluído
Filosofia (Licenciatura)
Universidade do Porto Faculdade de Letras, Portugal
"s/ tese" (TESE/DISSERTAÇÃO)
16 valores
Percurso profissional

Docência no Ensino Superior

2015/12/09 - Atual Professor Auxiliar (Docente Universitário)
Universidade do Minho Instituto de Letras e Ciências Humanas, Portugal
2013 - 2015/12/08 Assistente (Docente Universitário)
Universidade do Minho, Portugal
1996/09/01 - 2013 Assistente Convidado (Docente Universitário)
Universidade do Minho Instituto de Letras e Ciências Humanas, Portugal

Cargos e Funções

2018/05/01 - Atual Directora de Curso da Licenciatura em Filosofia
Universidade do Minho, Portugal
2018/05/01 - Atual Directora-adjunta do CEPS
Universidade do Minho, Portugal
2017/09/01 - Atual Vogal da Comissão de Curso do Doutoramento em Filosofia
Universidade do Minho, Portugal
Produções

Publicações

Artigo em revista
  1. Abranches, Alexandra. 2013. "A Inversão de Marcha do Respeito Pelos Direitos Humanos". Anais do XIII Simpósio Ibero-Americano. Liberdade e Poder no Mundo Contemporâneo, Minas Gerais: Instituto de Ciências Humanas da Universidade de Juiz de Fora, 2013 (CD-R: ISSN 2318-4485)..
  2. Abranches, Alexandra. 2008. "Profession Éthicien: Commentaire". Diacrítica, nº 22/2, 2008, pp. 83-88.. http://hdl.handle.net/1822/60207.
  3. Abranches, Alexandra. 2007. "Examinando a Vida Moral ou Kierkegaard para Descrentes". Diacrítica nº21/2, 2007, pp. 177-193. http://hdl.handle.net/1822/60208.
  4. Abranches, Alexandra. 2006. "Comentário a Gordon Graham". Diacrítica:Filosofia e Cultura, nº20/2 (2006), 85-88.. http://cehum.ilch.uminho.pt/cehum/static/publications/diacritica_20-2.pdf.
  5. Abranches, Alexandra. 2001. "Identidade/Identidades". Volume colectivo Identidade Identidades, em Trabalhos de Antropologia e Etnologia, Porto, 2001.. http://hdl.handle.net/1822/60205.
  6. Abranches, Alexandra. 1998. "O Lugar da Ética em Peirce". Revista Trabalhos de Antropologia e Etnologia (vol.38 – 3-4), Porto, 1998..
  7. Abranches, Alexandra. 1997. "Kant, Peirce e a Hipótese". Revista Portuguesa de Filosofia, tomo LIII-4-1997. http://hdl.handle.net/1822/60210.
Capítulo de livro
  1. Abranches, Alexandra. 2013. "Introdução". Portugal. https://isbnsearch.org/isbn/9789724417516..
  2. Abranches, Alexandra. 2004. "Robert Nozick: Direitos Individuais e Estado Mínimo". Portugal. https://www.ifilnova.pt/en/library/details/3859.
Entrada de dicionário
  1. Abranches, Alexandra. 2006. "Interesse". Portugal. http://hdl.handle.net/1822/60204.
Livro
  1. Abranches, Alexandra. 2012. As Questões Que se Repetem - Breve História da Filosofia. Portugal. http://hdl.handle.net/1822/60209.
  2. Abranches, Alexandra. 2004. Sentimentalismo Filosófico: a Noção de Comunidade no Pensamento de C. S. Peirce. Portugal. http://hdl.handle.net/1822/60203.
Revisão de livro
  1. Abranches, Alexandra. 2007. "Colin McGinn, Shakespeare’s philosophy: discovering the meaning behind the plays, New York, Harpercollins, 2006". http://hdl.handle.net/1822/60206.
Tese / Dissertação
  1. Abranches, Alexandra Maria Lafaia Machado. 2015. "Hume e o problema moral". Tese de Doutoramento. http://hdl.handle.net/1822/40390.
Tradução
  1. Abranches, Alexandra. 2015. "Pensar a Justiça entre as Gerações" de Gosseries, Axel. Portugal. https://www.almedina.net/product_info.php?products_id=27647.
  2. Abranches, Alexandra. 2014. Gosseries, A. 2014. “Nações, gerações e justiça climática”, (Trad. Alexandra Abranches), Diacrítica, 28(2), p.273-288, ISSN: 0807-8967. Portugal. http://cehum.ilch.uminho.pt/cehum/static/publications/diacritica_28-2.pdf.
  3. Abranches, Alexandra. 2013. Edmund Burke, Uma Investigação filosófica acerca da origem das nossas ideias do sublime e do belo. Portugal. https://isbnsearch.org/isbn/9789724417516.
  4. Abranches, Alexandra. 2013. “Global Justice and Human Rights: The Case of the Right to Freedom of Movement Across Boundaries” de Cabrita M.J., , in Democracia, Direitos Humanos e Justiça Global, Org. Marta Nunes da Costa, Famalicão. Portugal. https://www.wook.pt/livro/democracia-direitos-humanos-e-justica-global-marta-nunes-da-costa/15692861.
  5. Abranches, Alexandra. 2013. “Political Culture and Institutional Stability: from the closed and self-sufficient society to the world of fluxes, multi-affiliations and interdependencies” de Cabrita M.J. Portugal. http://www.observatoriopolitico.pt/wp-content/uploads/2017/10/RPCP_3_2013.pdf.
  6. Abranches, Alexandra. 2011. “A Justiça Intergeracional e a Metáfora do Refúgio de Montanha”, de Axel Gosseries, em Philosophica (Lisbon), 38: 121-141. Portugal. http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/24254/1/Axel%20Gosseries%20121-141.pdf.
  7. Abranches, Alexandra. 2011. "The Rawlsian idea of democratic peace as peace by satisfaction" de Cabrita M.J.. Portugal. http://cehum.ilch.uminho.pt/cehum/static/publications/diacritica_25-2.pdf.
  8. Abranches, Alexandra. 2010. “A New View Of The Brain: The Rise Of Neuroethics” de Kathinka Evers in Manuel Curado e Nuno Oliveira, orgs., Questões Actuais de Bioética. Porto. Porto Rico. https://isbnsearch.org/isbn/9789724040998.
  9. Abranches, Alexandra. 2008. “Republicanismo”, capítulo 5 de Manual de Filosofia Política, coord. por João Cardoso Rosas. Portugal. https://isbnsearch.org/isbn/9789724050997.
  10. Abranches, Alexandra. 2007. “Was There A Lisbonian Averroism In The 14th Century?”, J.F. Meirinhos. Portugal. https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/63959/2/000167630.pdf.
  11. Abranches, Alexandra. 2004. “A Ética dos Negócios” de Robert C. Solomon.. Portugal. https://criticanarede.com/fil_eticaempresarial.html.